Quem inventou o relógio de ponto?


A origem
 
O relógio de ponto, foi inventado no ano de 1888 por um joalheiro chamado Willard Le Grand Bundy, morador de Nova York. O objeto fez sucesso e se mostrou muito eficiente, visto que antes da invenção de Bundy - o relógio de ponto - um funcionário era exclusivamente destinado a sentar-se no portão de entrada e anotar o horário de entrada e saída de todos os outros colegas funcionários. O irmão de Willard percebendo a funcionalidade do objeto associou-se a ele, juntos patentearam o invento e fundaram a Bundy Manufacturing Company. Willard continuou a inventar novos modelos de relógio de ponto e a empresa chegou a ter sedes em diversos países diferentes. A empresa seguiu crescendo e após diversas aquisições, em 1924 foi renomeada como “International Business Machines”, hoje em dia mais conhecida como IBM.
 
Bom para todos
 
Willard ao inventar o relógio de ponto tinha a visão do empregador, aumentar a produtividade e controlar o horário de trabalho dos funcionários. Mas a novidade acabou sendo boa também para os empregados, pois muitos donos de empresa não respeitavam as leis que estabeleciam a carga horária de trabalho por dia.
 
A chegada ao Brasil
 
Na década de 30 durante o governo de Getúlio Vargas foi criado um conjunto de leis trabalhistas (CLT) que passou a regular a jornada de trabalho. A partir desse momento as empresas brasileiras passaram a utilizar o relógio de ponto mêcanico.
 
A evolução dos modelos
 
A partir da década de 90 com o avanço da tecnologia, os relógios de ponto foram adquirindo novas funcionalidades e novo design, podendo ser divididos em duas categorias básicas:
 
1 - Relógio de Ponto Convencional ou Cartográfico:
 
Tem como base a mecânica tradicional destes equipamentos, porém o processo é automatizado. O funcionário insere o cartão no relógio, que o recolhe, efetua a marcação do ponto, e o devolve ao funcionário. Apesar de simplicidade é bastante prático, pois dispensa a necessidade de utilização de computador e software.
 
2 - Relógio Ponto Eletrônico (REP):
 
Esse modelo utiliza-se de alta tecnologia, podendo contar com display touch screen e leitor biométrico. Tem como grande vantagem a utilização de memória e um software que pode integrar diferentes áreas da empresa, gerando relatórios e auxiliando no processo operacional e de gerência. Além do leitor biométrico, pode incluir outros tipos de ferramentas via teclado (programável) ou até sensores de crachás.
 
A Portaria 1.510/09
 
Essa portaria foi aprovada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e entrou em vigor no dia 01/01/2012 tornando obrigatório que, empresas com mais de 10 funcionários e que já tenham adotado o sistema eletrônico para controle da jornada de trabalho, instalem modelos de Relógio Ponto Eletrônico - REP.
 
Sistemas REP, quando acionados, imprimem o comprovante com os registros de entrada e saída dos funcionários. As empresas que já adquiriram ou vão adquirir o REP devem preencher um cadastro com os dados do equipamento no site do Ministério do Trabalho e Emprego.
 
Se quiser mais informações sobre esse assunto, vá direto ao portal do governo.