Como interpretar um cartão de ponto eletrônico


Como o próprio nome sugere, o cartão de ponto é um documento no qual um funcionário — ou, em alguns casos, um computador de empresa — insere o tempo que ele trabalhou em um determinado dia. Embora os cartões venham em diferentes formatos, eles sempre contêm certas peças de informação chave. Afinal, o objetivo principal de todas as indústrias e empresas é o mesmo: ajudar os empregadores no cálculo da remuneração dos empregados. Interpretar o cartão de ponto é, portanto, simples, não importa como ele se pareça.

Localize o nome do funcionário. Esse é o elemento mais importante do cartão de ponto, pois identifica o trabalhador. Saber que um de seus empregados trabalhou das 11:30 h às 16:30 h na terça-feira não tem sentido se não souber qual deles trabalhou. Verifique próximo da parte superior do cartão para encontrar o nome ou a matrícula do empregado.
 
Identifique a jornada que o cartão cobre. Dependendo do período de pagamento de sua empresa — em outras palavras, quantas vezes os funcionários são pagos, seja mensal, bimensal ou semanalmente — esse intervalo pode variar, mas você pode diferenciá-lo de outras datas no cartão, porque será um intervalo, por exemplo, "1 a 8 de fevereiro".
 
Verifique as "horas trabalhadas" de cada dia e certifique-se que correspondam ao intervalo determinado. O próximo elemento de verificação é onde ele lista quando o funcionário "deu entrada" e "deu saída" para cada dia determinado. Se a sua empregada Verônica deu entrada às 08:00 h na segunda-feira e saiu à 13:15 h, o total de "horas trabalhadas" na segunda-feira seria de cinco horas e 15 minutos, ou cinco horas e um quarto. Se um funcionário não trabalhou em um dia, suas "horas trabalhadas" corresponderão a "0" ou simplesmente ficarão em branco.
 
Totalize as horas trabalhadas verificadas e compare-as em relação ao valor listado perto do "Total de horas" ou "Total de horas regulares", localizado abaixo da tabela que lista o tempo trabalhado por cada dia. Por exemplo, se Verônica trabalhou cinco horas e 15 minutos na segunda-feira, oito horas na terça-feira e oito horas na sexta-feira, o total de suas horas deverá ser de 21 horas e 15 min.
 
Anote qualquer hora extra. As horas extras geralmente consistem em qualquer hora trabalhada em uma semana além das 40 horas. Então, se Verônica trabalhou das 08:00 h às 16:00 h de segunda a sexta-feira, depois trabalhou das 08:00 h às 13:00 h no sábado, suas horas "regulares" seriam 40, oito horas em cada um dos cinco dias da semana, e ela teria ganhado cinco "horas extras".